Freeletics

FreeleticsPor tanto ouvir falar deste programa de treino e por ter tanta gente a perguntar-me opinião sobre o mesmo, resolvi experimentar. O programa freeletics tem um conjunto de treinos de alta intensidade com o peso do corpo. Existem treinos livres disponibilizados no site. Podemos inscrever-nos para ter acesso aos treinos, mas para aceder ao sistema de treinos global, necessitamos adquirir um treinador por 39,90€ por 15 semanas ou 2,66€ por semana. Mas cuidado, porque se comprarem 15 semanas como eu, antes mesmo de terminar esse período de tempo estarão a retirar-vos outro valor de 15 semanas da vossa conta paypal ou do vosso cartão de crédito. Um pouco ao estilo daqueles serviços de telemóvel.

Definimos então um de 3 objetivos: força, cardio ou ambos. Eu escolhi ambos. No site diz que o programa é personalizado. Durante os treinos senti que estava adequado ao meu nível. Podem verificar que praticamente todos os meus anteriores desafios do dia pertencem ao programa. Salvo os 3 ou 4 treinos do mundial de futebol, já há cerca de 3 meses que não uso pesos. Senti uma evolução global em termos musculares (sem aumento de massa muscular mas isso também tem a ver com o facto de estar com uma alimentação de “Verão” com muita fruta e vegetais) e em termos metabólicos.

O único problema que tive foi com uma sequência de treinos com muitos saltos nos quais os meus joelhos e tendões de aquiles inflamaram um pouco. Mas agora parecem estar a recuperar. Na programação que me fizeram (que a máquina fez) faltava algo de movimentos de puxar. Mas isso já é habitual nos programas com o peso do corpo e nas aulas de grupo que encontramos nos ginásios.

Os treinos têm vídeos simples sobre a execução correta dos movimentos que eu procurei seguir. Acabei por conhecer umas combinações de exercícios interessantes e diferentes, mesmo com movimentos habituais.

Como não necessitamos equipamento para além de uma barra fixa ou similar e um colchão para colocar no chão, tornou-se uma excelente opção para esta época de calor e de grande atração pelo ar-livre. Muito bom para utilizar na praia.

O programa é exigente, mas leva-nos para fora da zona de conforto. Por isso dá resultados a quem o cumprir. Mas deverá fazer sempre os exercícios com boa técnica em amplitude total de movimento como se indica nos vídeos de instrução.

Pensei em combinar os treinos com 2 ou 3 treinos com pesos, mas a intensidade e volume de treino não me pareceram adequados pela questão de recuperação, por isso mantive-me apenas com este programa e algumas corridas porque participei em algumas provas populares como devem ter percebido se seguiram os meus desafios do dia.

O site e a aplicação podiam ter algumas estatísticas, mas apenas apresentam os últimos treinos efetuados e os nossos recordes em cada treino. Os treinos têm nomes Gregos e usam movimentos como burpees, saltos, jumping jacks, agachamentos, etc.

Tenciono continuar a usar alguns dos treinos freeletics em combinação com corrida, natação e alguns treinos com pesos mais pesados, mas sem continuar a seguir o programa de forma exclusiva. Sinto saudades dos pesos. Aliás, como o programa freeletics tem muitos saltos, é melhor que antes de avançar para uma coisa destas tenham uma boa base em termos de agachamentos para terem joelhos, tornozelos e ancas bem reforçados em toda a sua amplitude.

Gostei bastante e recomendo a experiência.