Estabeleçam objectivos de performance em vez de objectivos de perda de peso!

Estamos na época de mostrar a epiderme. O tempo aquece. Todos reclamam dos quilogramas acumulados de gordura no solstício de Inverno. E agora?

Agora tratam de perder peso, pensando que esse peso será gordura. Essa gordura que reflecte comportamentos. Comportamentos que são resultado de pensamentos e filtros pouco eficazes da realidade. Comportamentos que são resultado de uma fisiologia inadequada ao pouco gasto energético diário da maioria dos indivíduos.

Na minha opinião, se todos pensarem na sua necessidade de melhorar a performance física, irão criar um impacto positivo nos seus pensamentos e consequentemente obter resultados muito, mas muito melhores. O desafio é claro e simples: se temos uma percepção corporal que não gostamos, apenas temos de fazer tudo para melhorar a performance física. Se aumentarmos a força, resistência e flexibilidade, iremos consequentemente mudar a nossa percepção corporal. Iremos ver o nosso corpo de uma forma diferente, iremos senti-lo de forma diferente. E como interagimos com outras pessoas, estas irão ver o nosso corpo de forma diferente, alimentando a nossa auto-estima. E como as duas situações não se dissociam, vão motivar-nos para melhorarmos progressivamente a nossa performance. E como corpo e mente não se dissociam, um corpo mais forte terá como consequência um alteração profunda nas representações internas que temos da realidade. Assim, se mudarmos o nosso mapa, iremos ter um mundo diferente. Necessita algum esforço no arranque e a partir daí, os benefícios da actividade física regular, curta e intensa, não vão deixar que abandonemos o exercício físico.

Assim, deitem as balanças ao lixo. Não são necessárias para detectar se estamos mais gordos. A roupa diz-nos. Centrem-se na melhoria da performance. Caminhar mais rápido a mesma distancia. Percorrer distancias maiores no mesmo tempo de treino. Levantar pesos maiores, levantar os mesmos pesos um maior número de vezes e em distâncias maiores… Utilizar a maior amplitude de movimento possível… São apenas algumas formas de estimular o nosso corpo para que este se transforme num corpo mais forte, resistente e flexível. A consequência será um corpinho bonito, com brilho interior, que respira saúde, funcional para as actividades do dia-a-dia.

Marquem um objectivo de performance física (ex: ser capaz de percorrer 1,5km em 15 minutos ou ser capaz de elevar uma barra com 20kg acima da cabeça) e estabeleçam uma estratégia para atingir esse objectivo. Verifiquem quais os maus hábitos a vencer e os recursos que necessitam para conseguir esse objectivo. Procurem em torno do vosso círculo de influencias as pessoas que vos podem ajudar. Contem com o motor-humano.

Bons treinos!