Musculação pushup

  1. Se as mulheres fizessem mais movimentos básicos de musculação, não teriam necessidade de calças pushup, publicar fotos tratadas com photoshop ou de esconder tanto as pernas. Quanto mais as comprimem nas calças piores se tornam.
  2. Há mulheres com as ancas mais largas do que os ombros, outras com os ombros mais largos do que as ancas. Nesses comprimentos ósseos o exercício não pode fazer nada. Ponto final!
  3. A forma dos nossos ossos, a forma dos nossos músculos, as zonas de maior acumulação de gordura devem-se aos nossos progenitores. Cabe-nos honrar a herança e retirar o máximo proveito de tudo isso. Não é com cremes e cirurgias que potenciamos o que temos de bom. Descubram a vossa força e verão!
  4. Se os glúteos são o maior grupo muscular do corpo humano. Se os glúteos são um dos mais fortes músculos da mulher e do homem, então porque os queremos fortalecer com os pesos mais pequenos que existem nos ginásios? (as caneleiras).

5 comentários em “Musculação pushup”

  1. Ai a batata…
    Bem, eu sou pedreiro mesmo porque comecei no tempo em que as mulheres nem nos ginásios entravam 🙂
    O pedreiro(a) necessita de muita empatia com as clientes, muito conhecimento de psicologia, sociologia e pnl para mudar comportamentos.
    Que sons, imagens e sensações pode alterar nessas pessoas? Como o pode fazer? Tem revistas de mulheres que façam musculação e tenham corpos bonitos? Mostre-as. Tem fotos do antes e depois? Ensine-as sobre as formas genéticas. Tem artigos que lhes possa dar a ler? Tem experiências de outras pessoas para contar?
    Passa muito por aí o trabalho de pedreira.
    Mas basicamente a explicação passa muito por:
    1 – A forma dos músculos é herdada geneticamente.
    2 – O volume pode ser algo trabalhado com treinos intensos e controlo alimentar.
    3 – A flacidez não pode ser combatida com pesos pequeninos e baixa intensidade.
    4 – Provavelmente essa “batata” deve-se mais a músculos do quadricipite e glúteos flácidos.
    5 – Exercícios para vasto externo em exclusivo, só estou mesmo a ver eletroestimulação e esse método é para pessoas com grandes atrofias. Para além disso, não é dinâmico.
    Bons treinos!
    Que tal fazer este curso? http://www.ihavethepower.net/catalog/product_info.php?products_id=971REFER=10258

  2. Olá professor…
    Trabalho num ginásio femenino, lido com mais de 80 mulheres por dia e por vezes sinto-me uma pedreira de tentar partir tanta pedra! 🙂
    A última “aventura” foi pedirem-me exercícios para o músculo vasto externo rodar para cima do reto femural… Porque a senhora não gosta de ter a “batata para fora”! (-.-‘) E para piorar, parece que tinha havido uma professora que tinha fornecido alguns exercícios como realizar dorsiflexões plantares e simultaneamente com as mãos rodar o músculo em questão para dentro!
    W….T…. F… 🙂

Os comentários estão fechados.