As Minhas Reflexões Sobre a Elaboração de Um Programa de Treino: 2. Planeamento do Treino

O planeamento do treino é uma estratégia onde imaginamos o resultado final, sonhamos e idealizamos para depois organizar os vários processos num todo para melhor podermos liderar o treino de uma forma eficaz, exercendo sempre um controlo apertado sobre tudo aquilo que se faz no treino e sobre as tarefas diárias, o comportamento do atleta e do treinador que podem levar ou não a atingir os resultados, os objectivos estabelecidos no plano inicial.

Uma das formas de abordar este aspecto tão importante da elaboração de um programa de treino, é seguir estes passos:

  1. Criar uma visão (porque é que estamos a fazer isto?) → planear respeitando os valores que regem a nossa acção e que formaram a nossa personalidade. Qual a duração do programa de treino ideal para este aluno? Imaginar a sequência de exercícios e possíveis sensações durante e após os mesmos. Tentar reflectir sobre as razões reais que nos levam a criar determinado programa de treino. Quais os princípios orientadores? O que é que não pode acontecer de modo algum? Respostas a estas questões e outras mais, são uma forma adequada de criar uma visão que gostariamos transformar em realidade.
  2. Definir o Resultado Desejado. (tentar visualizar o plano, o projecto após a sua data de conclusão, tentar visualizar as características do sucesso para nós e para os outros, ou seja, a visão do plano bem sucedido).
  3. Tempestade de Ideias. Nesta fase tudo o que surgir no pensamento acerca de tronar o projecto realidade, é válido. Não é altura de julgar, desafiar ou criticar. Nesta fase pretendemos todo o tipo de soluções possíveis. É a fase da quantidade em vez da qualidade. É uma boa ideia realizar um mapa de ideias no final.
  4. Organizar (Identificar partes significativas do plano; Classificar por: Componentes, Sequência, Prioridades; Detalhar até ao grau desejado). Criar regras, objectivos a intermédios e objectivos a longo prazo (objectivos que deverão ser mensuráveis, específicos, orientados para a acção, realistas e com um tempo determinado).
  5. Decidir Quais as Tarefas (Acções) Seguintes: definir os comportamentos que levarão aos resultados. AGIR!